Mais de três quartos dos americanos com 16 anos ou mais foram infectados com COVID CDC

Over three-quarters of Americans aged 16 and older have been infected with COVID, CDC

QUARTA-FEIRA, 5 de julho de 2023 – Embora pouco mais da metade dos adultos americanos acredite ter tido COVID-19, a realidade é que cerca de 77,5% foram infectados pelo menos uma vez, mostram novos dados do governo.

Os Centros de Controle e Prevenção de Doenças dos Estados Unidos divulgaram estimativas finais para pessoas com 16 anos ou mais em 2022.

Cerca de 96,7% dos adultos tinham anticorpos para o vírus, seja por infecção, vacinação ou uma combinação dos dois, relatou o CDC. Mas dados do censo dos EUA mostram que apenas 54,9% dos americanos acham que tiveram COVID.

Estimativas para crianças foram divulgadas anteriormente, usando dados de laboratórios comerciais de testes, nos quais nove em cada 10 pessoas com menos de 18 anos foram infectadas, relatou a CBS News.

Embora adultos jovens e adolescentes tenham tido a maior porcentagem de infecção anterior, com 87,1%, os idosos eram os menos propensos a ter tido uma infecção anterior, com cerca de 56,5% dos maiores de 65 anos tendo tido COVID, constatou o CDC. A categoria de adolescentes e adultos jovens inclui pessoas com idades entre 16 e 29 anos.

“Tornou-se muito difícil medir infecções anteriores em estudos de eficácia da vacina. Portanto, se você pensar sobre a pessoa típica que está hospitalizada e que é identificada em um desses estudos, ela pode ter tido meia dúzia de infecções anteriores que fizeram um swab nasal em casa e nunca foram relatadas”, disse Ruth Link-Gelles, do CDC, durante uma reunião recente de seus consultores externos, relatou a CBS News.

Estudos sobre a eficácia da vacina devem agora ser vistos “no contexto” da maioria das pessoas terem anticorpos anteriores, disse Link-Gelles.

No entanto, ter esses anticorpos não é totalmente protetor porque a imunidade diminui.

Isso pode ser visto em um dado específico, de que 17% das hospitalizações por COVID até o final do ano passado foram de reinfecções, de acordo com um estudo recente do CDC.

Essas cifras federais deixaram claro o quanto o vírus se espalhou indetectado ou não relatado, relatou a CBS News.

As taxas de infecção em pessoas hispânicas foram de 80,6%, enquanto em pessoas brancas esse número foi de 80%. Pessoas negras tiveram taxas de infecção de 75% e para os asiático-americanos foi de 66,1%.

Dados no painel do CDC para 47 estados mostraram que Vermont tinha a menor prevalência de infecções anteriores, com 64,4%, enquanto os habitantes de Iowa tinham a maior porcentagem, com 90,6%, relatou a CBS News.

FONTE: CBS News