Diga adeus às embalagens de fast food protegendo sua gravidez contra produtos químicos tóxicos 🍔🤰

Considere cuidadosamente se está grávida e tem vontade de um doce embalado ou de um hambúrguer e milkshake para viagem.

Diga adeus às embalagens de fast food que protegem a sua gravidez de produtos químicos tóxicos.

Imagem de Notícias: as embalagens de fast food podem transferir produtos químicos tóxicos para mulheres grávidas

Pense duas vezes se você está grávida e com vontade de comer um lanche embalado ou um hambúrguer e milk-shake para viagem. Essa indulgência pode causar mais do que ganho de peso indesejado. Um novo estudo mostra que os ftalatos, produtos químicos associados a plásticos, podem ser liberados pelas embalagens e até mesmo pelas luvas de plástico usadas pelos manipuladores de alimentos. Se consumidos durante a gravidez, esses produtos químicos podem prejudicar o feto, alertam os pesquisadores.

“Quando as mães são expostas a esse produto químico, ele pode atravessar a placenta e entrar na circulação fetal”, disse a autora principal do estudo, a Dra. Sheela Sathyanarayana, pediatra da UW Medicine e pesquisadora do Seattle Children’s Research Institute.

Ela e seus colegas observaram que os ftalatos podem causar inflamação e estresse oxidativo no feto. (Estresse oxidativo é um desequilíbrio químico prejudicial no corpo.) Pesquisas anteriores relacionaram a exposição aos ftalatos durante a gravidez a um maior risco de parto prematuro, baixo peso ao nascer e distúrbios na infância, como autismo e TDAH.

Alimentos ultraprocessados: Os vilões 🍟🍰🥤

O novo estudo, recentemente publicado no periódico Environment International, analisou dados de 1.031 mulheres grávidas que participaram de um estudo separado sobre desenvolvimento mental e aprendizado entre 2006 e 2011. Os níveis de ftalatos foram medidos durante o segundo trimestre da gravidez das participantes.

Em média, os alimentos ultraprocessados representaram 39% das dietas das participantes. Cada aumento de 10% na proporção de alimentos ultraprocessados foi associado a um aumento de 13% no nível de di(2-etil-hexil) ftalato, um dos produtos químicos mais comuns e prejudiciais.

Os pesquisadores observaram que os alimentos ultraprocessados são compostos principalmente por substâncias extraídas de alimentos, como óleos, açúcar e amido. As empresas de alimentos adicionam produtos químicos e conservantes para prolongar a vida útil dos alimentos ou torná-los mais atrativos. Alguns desses aditivos são difíceis de reconhecer em sua forma original. Misturas para bolo em pacote, batatas fritas, pães de hambúrguer e refrigerantes são apenas alguns exemplos.

Fast Food: Um golpe duplo 🍟📦

No caso da comida fast food, luvas usadas pelos funcionários e ferramentas usadas no preparo, armazenamento e serviço podem ser as principais fontes de exposição, constatou o estudo. Brennan Baker, autor principal do estudo e pesquisador pós-doutoral no laboratório de Sathyanarayana, disse que tanto os ingredientes congelados quanto os frescos estão sujeitos a essas fontes.

“Não culpamos a pessoa grávida aqui”, disse Baker em um comunicado à imprensa da universidade. “Devemos responsabilizar os fabricantes e os legisladores por oferecer substitutos, e aqueles que podem ser ainda menos prejudiciais.”

Os pesquisadores afirmaram que este é o primeiro estudo a mostrar uma ligação entre alimentos ultraprocessados, exposição aos ftalatos e questões econômicas. O risco para as mães pode ser devido a dificuldades financeiras e ao fato de viverem em áreas com acesso limitado a alimentos saudáveis e frescos.

Enquanto isso, Sathyanarayana incentivou as mulheres grávidas a evitarem alimentos ultraprocessados e buscarem frutas, vegetais e carnes magras em vez disso. Leia os rótulos cuidadosamente, ela aconselhou.

“Procure o menor número de ingredientes e certifique-se de entender os ingredientes”, ela disse, acrescentando que isso se aplica até mesmo a “alimentos saudáveis” como barras de café da manhã.

🤔 Conteúdo de Perguntas e Respostas

P: Todos os plásticos são prejudiciais durante a gravidez?

R: Nem todos os plásticos são prejudiciais durante a gravidez. São principalmente aqueles que contêm ftalatos que representam um risco para o desenvolvimento fetal. Os ftalatos são frequentemente encontrados em plásticos macios usados para embalagens e manipulação de alimentos. Para evitar exposição, é importante ter cautela ao escolher e manusear produtos de plástico durante a gravidez.

P: É seguro consumir alimentos processados durante a gravidez?

R: Embora seja melhor minimizar o consumo de alimentos ultraprocessados, é essencial fazer escolhas equilibradas. Nem todos os alimentos processados são prejudiciais, mas é crucial ler os rótulos dos ingredientes cuidadosamente e optar por opções com menos aditivos e conservantes. Sempre que possível, dê prioridade a alimentos integrais e refeições recém-preparadas.

P: Quais são algumas alternativas ao fast food que as mulheres grávidas podem desfrutar?

R: Existem muitas alternativas ao fast food que são deliciosas e nutritivas. Considere cozinhar em casa usando ingredientes frescos ou explore opções saudáveis ​​para viagem, como saladas, bowls de grãos ou rolinhos de sushi feitos com ingredientes de alta qualidade. Não tenha medo de ser criativo na cozinha e experimentar diferentes sabores.

📚 Referências

  1. Centro de Pesquisa sobre Segurança de Ingredientes da Universidade de Michigan – Segurança de Embalagens de Alimentos
  2. O Uso de Maconha Durante a Gravidez Aumenta o Risco de Complicações – Leia Mais
  3. Estágios da Gravidez: 1º, 2º, 3º Trimestre – Leia Mais

Lembre-se, não se trata apenas de satisfazer desejos da gravidez; trata-se de tomar decisões que beneficiarão você e seu bebê. Diga adeus às embalagens de fast food e abra caminho para uma gravidez mais saudável e feliz! Não se esqueça de compartilhar este artigo com seus amigos e familiares. 🤗📱