Por que a Dermatite Atópica exige menos mito e mais visibilidade

Por que a Dermatite Atópica requer menos mito e mais conscientização

Por Julie Block, conforme contado a Sarah Ludwig Rausch

Julie Block, presidente e CEO da Associação Nacional de Eczema (NEA), Novato, CA.

Julie Block, presidente e CEO da Associação Nacional de Eczema (NEA), Novato, CA.

Para os mais de 31 milhões de americanos que têm eczema – a forma mais comum é a dermatite atópica (DA) – é muito mais do que apenas pele seca. Para muitos com uma forma leve de eczema, o banho adequado e a hidratação podem aliviar os sintomas. Mas aqueles com doença moderada a grave precisam de um tratamento mais forte.

Pessoas com eczema tendem a ter um sistema imunológico superativo que, quando desencadeado por algo externo ou interno ao corpo, responde com inflamação. A pele seca é um sintoma, mas pessoas com eczema também podem ter coceira intensa, dor, mudanças de cor, exsudação, rachaduras, infecções e sangramento. Esses casos precisam de tratamento intensivo – além de hidratantes – para acalmar o sistema imunológico e curar a pele.

A DA é diferente para cada pessoa

A dermatite atópica é conhecida como uma doença heterogênea ou diversa. Existem sinais e sintomas comuns, mas muitas coisas tornam a DA única para cada pessoa. A pele seca, irritada e com coceira é uma característica da DA, mas pode se manifestar de forma diferente em crianças e adultos.

O tom de pele também afeta como a DA se desenvolve. Pessoas com pele mais escura podem ter manchas mais escuras em vez das manchas vermelhas que são mais comuns em pessoas com tons de pele mais claros.

Por ser tão diferente, certos tratamentos funcionarão para algumas pessoas, mas não para outras. Os medicamentos usados atualmente para tratar o eczema enfraquecem seu sistema imunológico em larga escala. Avanços na pesquisa levaram a novas terapias que visam partes específicas do sistema imunológico que contribuem para a doença.

Estamos esperançosos de que essas terapias ofereçam mais opções, não apenas para aliviar os sintomas físicos, mas também para melhorar a qualidade de vida geral. Isso é essencial quando você precisa considerar os riscos e benefícios dos tratamentos potenciais ao longo da vida do gerenciamento da doença.

Muito mais do que uma erupção cutânea

O eczema é muito mais do que “apenas uma erupção cutânea”. É uma condição complexa e séria de longo prazo. Isso é especialmente verdadeiro quando é mais grave.

O eczema pode afetar todas as áreas da sua vida e causar problemas em seus relacionamentos e na vida de seus entes queridos. Coisas como dificuldade para dormir, custos financeiros, coceira insuportável ou implacável e constrangimento ou raiva em relação à sua aparência podem afetar seu bem-estar. Pessoas com eczema têm mais chances de ter problemas de saúde mental, como depressão, ansiedade e transtorno de déficit de atenção e hiperatividade (TDAH).

A falta de conscientização sobre o eczema dificulta a obtenção da validação que as pessoas merecem sobre como a doença as afeta fisicamente, emocionalmente e psicologicamente. Isso inclui as mães e os pais que lutam para tratar seus filhos.

Misconceptions também podem afetar seu tratamento. Na Associação Nacional de Eczema, nossa equipe de pesquisa conduz e financia estudos que abordam diretamente lacunas na compreensão de como é viver com eczema. Nossa equipe de advocacia garante que os formuladores de políticas entendam as necessidades das pessoas com a doença. Através desse trabalho, somos capazes de educar os prestadores de cuidados de saúde e aumentar o acesso a tratamentos acessíveis, oportunos e eficazes para pacientes com eczema.

A importância da conscientização

É importante aumentar a conscientização sobre o eczema como um sério problema de saúde pública. Quanto mais as pessoas souberem sobre a doença e seus efeitos abrangentes, mais poderemos trabalhar em políticas que afetam o acesso aos cuidados e o financiamento de pesquisas. Esperamos que isso leve a mais e melhores tratamentos. A conscientização também significa menos concepções errôneas e pacientes mais empoderados.

O cenário de tratamento para pacientes com eczema é mais promissor do que nunca. Depois de anos de crescimento estagnado, estamos entrando em uma nova era de cuidados. Avanços científicos abriram caminho para dezenas de novos medicamentos tópicos, orais e biológicos. Na Associação Nacional de Eczema, estamos animados para desempenhar um papel importante no avanço da pesquisa, aumentar a conscientização e oferecer recursos e suporte para ajudar a gerenciar – e prosperar – com o eczema.